quinta-feira, 18 de julho de 2013

Mosteiros – Crime Ambiental com métodos ilegais na captura de aves

A Quercus (Arronches) foi alertada via e-mail para a existência de um crime ambiental, com uma rede de malha fina instalada desde há vários meses na área do largo principal da freguesia, com a finalidade de capturar aves por métodos ilegais.

Nas imagens e vídeo facultados, por um residente que não se identificou, podem observar-se diversas aves já em decomposição, com destaque para Pintassilgos (Carduelis Carduelis), (Melro-pretoTurdus merula), (Chapim-real Parus major) entre outras, dispersas por uma rede de grandes dimensões.

O mais chocante neste caso é constatar-se que as aves que nos últimos tempos caíram na rede foram ali abandonadas, acabando por morrer de sede e fome, num ato desumano.

Ao que conseguimos apurar confirmou-se a existência do ilícito, com a rede a ser  retirada já esta semana, após protestos de um residente na zona.
 
Esta prática ilegal, assim como a caça de aves nos dormitórios durante a noite, regista-se com alguma regularidade na época de cria, com destaque para áreas da ribeira de Arronches na freguesia de Mosteiros e nas Hortas em Esperança.

De referir que só no primeiro semestre de 2012, com os escassos meios que dispõe para efectuar vigilância o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA -GNR), registou um total de 1314 crimes ambientais em Portugal, mais 725 do que em igual período do ano passado.

Conheça aqui a Missão Geral do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA):




1 comentário:

  1. Andam a fazer mal a esses bichinhos, se fossem voces...

    ResponderEliminar