segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Arronches – Condicionamentos de trânsito por trabalhos de pavimentação e remodelação de condutas de água


O município de Arronches em nota informativa avisa que vai proceder a trabalhos de repavimentação de a algumas ruas e caminhos municipais, sendo necessário proceder ao condicionamento de trânsito em diversas artérias do concelho, de forma a efetuar as referidas obras que vão decorrer na freguesia de Assunção de 23 a 25 de janeiro, com incidência nas ruas:

Rua Dr. Edmundo Curvelo
Rua do Movimento das Forças Armadas
Bairro do Telheiro
Rua fonte de Elvas
E ainda no C. M. Nº 11º5 – Estrada da Safra.

Na freguesia de Mosteiros os trabalhos vão incidir na remodelação de Condutas de Água e Pavimentação no Bairro Novo e Rua do telheiro, no dia 23 de janeiro.
Fotos: Emílio Moitas (arquivo)

sábado, 14 de janeiro de 2017

Arronches – Presidentes de Juntas de Freguesia participaram em encontro com o Presidente da República


O Presidente da República apelou, na passada sexta-feira, dia 13 de dezembro, aos partidos para que rapidamente cheguem a um «acordo de regime» para aprovar legislação que «leve mais longe o sonho do poder local democrático» e reforce a descentralização.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava durante um encontro com presidentes de junta de freguesia de todo o País, na Aula Magna da Universidade de Lisboa, e no qual o concelho de Arronches esteve representado pelos presidentes de Assunção, Esperança e Mosteiros, defendeu que «não fará sentido deixar para a véspera das eleições a aprovação de legislação autárquica».

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa deixou um agradecimento a todos pela “disponibilidade permanente, sacrifício da vida pessoal e familiar num quotidiano de gestão de recursos escassos ao serviço do povo português”, palavras ditas antes do concerto da fadista Cuca Roseta.

Antes da intervenção do Presidente da República, usou da palavra o Presidente da ANAFRE, Pedro Cegonho, em nome de todos os Presidentes de Junta de Freguesia.
Fotos: Presidência da República



sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Alentejo – Comemorações dos 358 anos da Batalha das Linhas de Elvas


As comemorações dos 358 anos da Batalha das Linhas de Elvas têm o seu ponto alto este sábado, dia 14 de janeiro e feriado municipal no concelho de Elvas, com as cerimónias militares e militarizadas, abertas a toda a população.

O programa inicia-se pelas 9h30, com o hastear das bandeiras, nos Paços do Concelho, com a participação da Banda 14 de Janeiro. Meia hora depois, no Sítio dos Murtais, decorre a romagem ao Padrão comemorativo da Batalha das Linhas de Elvas e Cerimónia de Homenagem aos Mortos, e, pelas 10h30, a romagem ao Túmulo do General André de Albuquerque Riba-Fria, no Convento de São Francisco.

As cerimónias militares e militarizadas, na Praça da República, têm início pelas 11h30, com a participação de várias forças de segurança e militares, apeados e a cavalo, bem como viaturas, seguindo-se pelas 12h00, o desfile das Forças em Parada, na Rua da Cadeia.

À tarde, na Igreja da Sé acontece um Te Deum de Acção de Graças, com a participação do Coral Públia Hortênsia de Castro, a partir das 18h00, culminando o programa comemorativo com o habitual Concerto da Orquestra Ligeira do Exército, no Cine-Teatro Municipal, pelas 21h30 da noite.
Fotos: Emílio Moitas

Campo Maior – Mãe queixa-se de agressão ao filho no Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro

A mãe de uma criança do sexo masculino, que frequenta o Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro, em Campo Maior, queixou-se de agressões ao filho, possivelmente vítima de bullying escolar por parte de outros alunos.

Na sua página pessoal na rede facebook, a mãe denuncia a situação e pública algumas fotos, das agressões á criança, referindo:

“Este foi o estado em que o meu filho chegou a casa depois de um dia de escola no Centro Escolar Rui Nabeiro em campo maior exijo saber que fazem os auxiliares professores directores amanhã terei reunião vamos ver se amanhã não a greve ou algo para não me receberem quantos aos pais deviam ter a conversa com filhos para estes respeitarem os colegas e a quem lhe chama GORDO fiquem sabendo que não são vocês que lhe pagam a comida”.
Fotos: E. Moitas e Facebook


San Vicente de Alcántara - Vive Suberfolk e a VIII Festival Folklórico Sanvicenteño de 14 a 28 janeiro


A vizinha localidade raiana de San Vicente de Alcántara e a Associação Folklórica Sanvicenteña “La Besana”, vão viver a partir deste fim-de-semana a VIII Semana del Folklore e Suberfolk , celebrados por ocasião das festas em Honra de San Vicente Mártir.


Este ano de 2017, ao contrário de anteriores edições, as actividades vão decorrer durante três fins-de-semana, consecutivos, de 14 al 28 de janeiro.

Um Ambicioso programa de actividades:

A primeira actividade da II edición de “SUBERFOLK”, tem lugar já este sábado, com diferentes atos, com destaque para encontros folclóricos, “migas extremeñas”, a partir das 12h00 no Parque de España, e animadas com a música de “Algazara”, que vêm de Candeleda (Ávila).

Na parte da tarde no “Pabellón Multiusos”, é inaugurado o mercado de artesanato local e regional, com os assistentes a poderem participar em oficinas infantis de fabricação de instrumentos musicais, assim como na “ garbanzada popular e  atuações musicais”.

Ao fim da tarde o tradicional desfile folclórico pelas ruas da localidade e que vai culminar no “Pabellón Multiusos”, com a atuação do Grupo Folk “Cerandeo”, a partir das 20h30.

A 21 e 28 de Janeiro:

As actividades regressam no sábado 21 de janeiro, vésperas da festividade de San Vicente Mártir, padroeiro da localidade, com a  “Asociación Folklórica”, a participar, depois das 18h00,  na  misa e procissão em honra do Santo, com a  tradicional “Misa Extremeña”,  e danças durante todo o percurso da procissão.

Por último, no sábado dia 28 de janeiro, vai acontecer o momento alto desta semana Folklórica em San Vicente de Alcántara, com o VIII Festival Folklórico Sanvicenteño, que vai acontecer no  “Pabellón Multiusos”,  a partir das 20h00, e que vai  contar a participação do Rancho Folclórico do Carregado, de Alenquer (Portugal),  do Grup de Danses “La Xicalla”, de Catarroja (Valencia) e  do Grupo anfitrião,  a Asociación Folklórica Sanvicenteña “La Besana”, de San Vicente de Alcántara (Badajoz).
Organiza: Asociación Folkclórica Sanvicenteña “La Besana”
Colabora: Excmo. Ayuntamiento de San Vicente de Alcántara 



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Arronches – Depois de um grande susto o Guto já está em casa a recuperar



Esta é uma daquelas notícias que nos apraz registar e partilhar com todos, depois do susto inicial, com o bebé de sete meses, residente em Arronches, que na passada semana deu entrada no Hospital de Portalegre com meningite bacteriana, e que evoluiu favoravelmente, teve já alta hospitalar, encontrando-se já em casa a recuperar.

A criança, esteve sempre estável e a recuperar sem problemas. "O seu estado de saúde evolui favoravelmente. Não há registo de mais ninguém com sintomas. Será um caso isolado e não há motivo para alarme", referiu ao jornal CM o médico Abdul Rachid, diretor do serviço de pediatria do Hospital de Portalegre.

Por indicação do delegado de saúde local, que acompanhou este caso, todas as pessoas que contactaram diretamente com o bebé fizeram o tratamento preventivo obrigatório nestes casos.

Hoje visivelmente satisfeita depois de vencida eta batalha, a mãe da criança, partilhou uma foto do filho e deixou na sua página pessoal na rede social Facebook, uma mensagem de agradecimento a todas as pessoas que se preocuparam com a saúde da Criança.

“O Guto já está em casa a recuperar bem. Mais uma vez um muito obrigado a todas as pessoas que nos deram força nestas horas tão difíceis um MUITO OBRIGADO a toda a equipa de Médicos, enfermeiros e auxiliares da pediatria do hospital de Portalegre”.


Aproveitamos neste espaço que diariamente partilhamos com os arronchenses, e com os amigos dispersos um pouco por todo o mundo, para manifestar a nossa satisfação e desejar rápidas melhoras ao Guto e enviar um abraço solidário aos seus familiares.
Foto:  Facebook

Quercus quer que Governo português diga não à central nuclear de Almaraz após 2020

Os governos de Portugal e de Espanha vão reunir esta, quinta­feira dia 12, em Madrid, para analisar a questão da Central Nuclear de Almaraz.

Em causa está a decisão do Governo espanhol, e contestada por Portugal, em construir um armazém de resíduos nucleares na central de Almaraz, localizada a cerca de 100 quilómetros da fronteira portuguesa na zona do Alentejo e Beira Baixa.

A Associação Ambientalista Quercus vai estar presente também esta quinta-feira, a partir das 18h00, em frente ao consulado espanhol em Lisboa, numa manifestação antinuclear, pelo encerramento da central nuclear espanhola de Almaraz.

Segundo A associação ambientalista Quercus é fundamental que o Governo português diga, de forma inequívoca, que não quer a central nuclear de Almaraz a funcionar depois de 2020.

Esta ação de protesto foi convocada pelo Movimento Ibérico Antinuclear (MIA) e a Quercus, que segue mais de perto a temática de Almaraz desde há cerca de 15 anos, vai juntar-se a diversas organizações espanholas e portugueses que lutam pelo encerramento desta central nuclear, que fica situada junto ao rio Tejo, na província de Cáceres, em Espanha, a cerca de 100 quilómetros da fronteira com Portugal.

De referir que a central de Almaraz tem tido incidentes com regularidade e Portugal pode vir a ser afetado, caso ocorra um acidente grave, quer por contaminação das águas, uma vez que a central se situa numa albufeira afluente do rio Tejo, quer por contaminação atmosférica, pela grande proximidade geográfica existente, uma situação muito grave dado Portugal não estar minimamente preparado para lidar com cenário deste tipo, pelo que, a acontecer um acidente grave, isso traria certamente sérios impactes imediatos para toda a zona fronteiriça, em especial para os distritos de Castelo Branco e Portalegre".
Fotos: Emílio Moitas